COMO CONTAR UMA MÃO DE POKER DO JEITO CERTO [CHECKLIST]

Tempo de leitura: 3 minutos

Você já analisou ou discutiu uma mão de poker com outros jogadores?

Gosta de contar uma bela “parada” pros seus amigos?

Revisar jogadas é a forma mais fácil e barata de evoluir no poker.

Mas, se você não souber como contar uma mão do jeito certo, vários elementos ficam de fora da análise e, com informações faltando, é muito improvável que você consiga corrigir de fato os erros do seu jogo ao revisar suas mãos.

Nesse post você não vai aprender apenas a contar uma mão, mas também vai entender quais aspectos você deve se importar quando for jogar uma mão e tomar cada decisão.

Se você quer evoluir de verdade quando discute mãos com seus amigos e outros jogadores, assista ao vídeo e leia o artigo até o final e aprenda…

Como contar uma mão de poker do jeito certo!

CHECKLIST

1. Número de blinds

A primeira coisa que muitos jogadores “esquecem” na hora de contar uma mão é o número de blinds de cada jogador envolvido.

Poker é um jogo de pessoas e de stacks! O tamanho do stack de cada jogador tem uma enorme influência no seu range, e isso é fundamental para analisar uma mão de poker.

Sem saber o número de blinds de cada jogador, fica difícil fazer uma análise precisa da jogada.

2. Perfil do vilão

Poker é essencialmente um jogo de pessoas e, portanto, saber qual é o perfil de cada oponente é determinante para analisar o range e a postura de cada um.

Como o vilão joga? Ele é tight, é loose? Recreativo ou profissional? Ele blefa muito? É calling station? Ele tribeta muito? Ele c-beta muito? Você viu algum showdown dele?

Enfim, tudo que você tiver de informação sobre os vilões!

3. Posição dos jogadores

A tendência natural é que os jogadores ampliem o range conforme a posição deles melhora na mesa.

Portanto, fica difícil analisar uma jogada sem saber exatamente onde cada um está sentado.

4. Tamanho das apostas

Combinada com a posição e as outras informações, o tamanho das apostas ajuda a esclarecer melhor qual é a intenção do vilão com cada ação.

5. Sua imagem

Como está a sua imagem na mesa? Você está jogando muitas ou poucas mãos? Você deu vários showdowns blefando ou está jogando só mãos fortes?

Todas essas informações interferem para entendermos o porquê de cada decisão dos seus oponentes.

6. Momento do torneio

Outra coisa que tem grande influência na forma de jogar é o momento do torneio.

Estava no início? Na reta final? Na bolha do dinheiro? Na bolha da FT? Estava na mesa final?

Os ranges dos vilões tendem a abrir e fechar de acordo com cada um desses momentos, por isso essa é uma informação importante para combinar com todas as outras na análise.

7. Outros detalhes

Tem alguma outra informação relevante na mão?

Você detectou uma Tell do vilão? É a última mão antes do break? É uma das últimas mãos do dia? O Big Blind tá sitting out?

Literalmente, tudo é importante!

Porque no momento em que você joga cada mão, você toma a sua decisão baseado em muitos fatores, e você precisa trazer todos esses fatores para a análise quando for discutir a jogada com alguém.

E quanto mais riqueza de detalhes, mais precisa é a revisão da mão!

Quer que eu revise uma mão sua?

Agora que você sabe como contar uma mão do jeito certo, vai ser mais fácil discutir e analisar as jogadas com seus amigos.

Mas se quiser que eu mesmo revise uma mão sua, clica no link que eu vou deixar aqui embaixo e me manda a sua mão!

A sua mão pode ser uma das escolhidas para eu analisar nos vídeos da Mão do Degas!

Clique aqui para enviar uma mão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *